sexta-feira, 2 de julho de 2010

Negação [1]

Mais uma vez eu tenho que falar que preferiria que nunca tivesse te conhecido. Talvez com um você inexistente as horas passassem mais sossegadas, e meu pensamento poderia, quem sabe, estar centrado somente em mim mesma. Ainda não aprendi a gostar pela metade, mesmo sabendo que não te tenho por inteiro; e começo a desconfiar que eu me sentia melhor quando um "nós" era somente um ato falho. Odeio essa insegurança que vem com a sua ausência, me doí esse sentimento de indiferença que some toda vez que te vejo. Não quero mais brincar se é só o meu coração que disputa com o seu ego. Não quero mais te ver, se só isso te satisfaz.

Um comentário:

Sarinha disse...

Já que você não me permite te fazer feliz, eu nego e renego. E então, guardo de volta na minha caixinha os sentimentos lindos que tirei de lá para te dar...